Notícias recentes:

NATAL: Conheça alguns aspectos interessantes e pouco divulgados desta grande celebração.

                                                                  EDITORIAL 
                                                             Por: Marcos Pedroso - MTB65.694/SP
 
CONTRADIÇÕES DO NATAL
Consta que Jesus Cristo não nasceu no mês de dezembro, provavelmente a anunciada vinda do Messias ocorreu entre os meses de julho a setembro.Também consta que o moderno Papai Noel foi inspirado em uma propaganda de refrigerante e a tradicional árvore de Natal apareceu na Alemanha, por volta do ano de 1500.

          Passagens bíblicas deixam claro que o nascimento de Jesus Cristo não ocorreu em dezembro. Nessa época do ano, o inverno é bastante rigoroso na região da Palestina, costuma chover e nevar com muita intensidade, tanto que os rebanhos de ovelhas eram obrigatoriamente confinados nos estábulos, portanto, fica evidente que esses espaços ocupados por animais, não poderiam servir de abrigo. “Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo e, guardavam seus rebanhos, durante as vigílias da noite” Lucas – 3:8. Provavelmente, a anunciada vinda do Messias, ocorreu em algum dia entre os meses de julho a setembro. Nesse período, os rebanhos ficavam no campo, inclusive, sob a intensa vigilância dos pastores, de modo que os estábulos ficavam completamente vazios.
         As enciclopédias relatam com riqueza de detalhes os fatos que comprovam a origem não bíblica do Natal. Na realidade, as festividades natalinas nasceram do propósito de um grupo de líderes religiosos, dispostos a converter pagãos em cristãos. Para isso, aproveitaram praticamente todos os simbolismos das cerimônias pagãs, afim de obterem o pleno êxito na grande conversão. Um exemplo claro disso, está na própria data, 25 de dezembro, ocasião em que os romanos comemoravam oRenascimento do Deus Sol Invencível” (Natalis Invistis Solis ).
PAPAI NOEL

           uma certa unanimidade em afirmar que a figura do Papai Noel foi inspirada na trajetória de vida de um cidadão chamado Nicolau, um Bispo que nasceu na Turquia no ano de 280 d.C. Os relatos amplamente difundidos pelo mundo, apontam que Nicolau tinha o hábito de ajudar os necessitados, principalmente às escondidas. Para isso, depositava em pequenos sacos, uma certa quantidade de moedas, que de tempos em tempos deixava próximo às chaminés das casas, fazendo a alegria de muita gente.
          as roupas que caracterizam a figura do bom velhinho, ficaram conhecidas mundialmente em 1931, quando uma campanha publicitária do refrigerante Coca-Cola divulgou o figurino criado pelo cartunista alemão Thomas Nast em 1868. A campanha veiculada nos principais meios de comunicação da época, associava as cores da Coca-Cola com as roupas do moderno Papai Noel, satisfazendo plenamente os propósitos comerciais do famoso refrigerante.


ÁRVORE DE NATAL

         Igualmente explorada comercialmente, a tradição de enfeitar árvores no Natal nasceu na Alemanha, por volta do ano de 1500. Relatos históricos apontam que a ideia nasceu da inspiração de um homem chamado Martin Lutero, quando fazia uma caminhada despretensiosa aos arredores do vilarejo onde morava. Enquanto caminhava, Lutero passou a observar a copada dos pinheiros em meio a mata fechada, completamente cobertas de neve. Observando mais distante, contemplou uma beleza ainda maior naquela paisagem deslumbrante. Na linha do horizonte, o céu iluminado parecia oferecer o esplendor das estrelas como enfeites luminosos a refletirem por todos os lados.
         Ao retornar para casa, Lutero estava encantado, tanto que procurou retratar aquele grande espetáculo da natureza. Para isso, construiu com muito zelo, uma árvore artificial. Além disso, entrelaçou na parte superior da árvore uma grande quantidade de algodão, representando perfeitamente a neve acumulada. Cuidadosamente dependurou velas acesas em extremos opostos da árvore, de modo que pudesse lembrar, pelo menos um pouco, as estrelas daquela noite inesquecível.
       Obviamente existem outros relatos e documentos que contradizem em muitos pontos as versões aqui apresentadas. Contudo, sabemos que o verdadeiro significado do Natal, está no amor que Jesus Cristo nos deixou como exemplo. Exemplo que deve permanecer para todo o sempre.
Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Até a próxima.



Publicidade:

Mais lidas

 
Originalmente de: Johny Template
Modificado por Rudney oliveira
Copyright © 2013. Gazeta de Ibiúna - Redação: gazetadeibiuna@outlook.com Tel.: (15)9-9645-4554